Hack The City

Intel

Em 2018, ano de seu cinquentenário, a Intel lançou a linha de processadores de 8ª geração e precisava mostrar todos os benefícios revolucionários do produto, como velocidade e desempenho. Nosso desafio era fazer as pessoas entenderem o poder de algo que fica escondido no computador. Para isso, decidimos mostrar como o processador pode impactar de forma real a vida das pessoas.

Hack The City é uma autêntica série do National Geographic que acompanha a trajetória de criativos que foram desafiados a encontrar soluções para problemas reais da cidade de São Paulo através do design e da tecnologia. A série abordou questões importantes e alarmantes da cidade como o anonimato do imigrante, insegurança, racismo e a luta da comunidade LGBT.

Cada um dos 4 episódios de 15 minutos abordou uma intervenção urbana diferente criada e projetada em um computador com um processador Intel da 8ª geração. Lançada no dia 12 de setembro de 2018 na National Geographic, Hack The City foi além das telas e deixou de legado nas ruas da capital paulista quatro obras que podem ser vistas até hoje.

Raquel Brust | Visibilidade Aos Refugiados Invisíveis

De forma contemplativa e emocional, o primeiro episódio mostrou o trabalho de Raquel Brust em encontrar um refugiado para retratá-lo na lateral de um grande prédio na região central de São Paulo. Uma pessoa que, apesar de ser arrancada de seu país pela guerra, deu a volta por cima em uma cultura completamente diferente e se tornou um exemplo de superação.

Coletivo Mooc | Unindo Todas As Perifas

No episódio dois, demos voz à periferia, possibilitando que jovens negros conquistem um espaço de destaque. Esse é o resumo da trajetória do coletivo Mooc, cuja proposta é revitalizar um espaço degradado e transformá-lo em um ponto de encontro de todas as periferias de São Paulo.

Vigas | Renascimento Nos Buracos Escuros

Direto, descontraído e genial. O terceiro episódio da série trouxe o trabalho do artista Vigas, que reflete diretamente sua personalidade. Com o objetivo de iluminar os buracos escuros da cidade, onde pessoas tem medo de passar, Vigas utilizou luzes e formas geométricas para transformar um viaduto deteriorado em passagem obrigatória para os pedestres.

Guto Requena | Amor e Empatia criam uma Cidade Fraterna

Dinamismo, praticidade, clareza e eficiência são marcas registradas do arquiteto Guto Requena, que, no quarto episódio mostrou a execução do seu projeto, cujo objetivo não é apenas dar visibilidade à dura realidade da comunidade LGBTIQ da cidade, mas também despertar a empatia gerando encontros e troca em todos os cidadãos.

Entregas
4 episódios de 15 minutos
4 promos dedivulgação de 30 segundos
4 highlights de 1 minuto
Posts no instagram e facebook
1anúncio na revista National Geographic
Resultados
+ de 33 milhões de pessoas impactadas
+ de 24 milhões impressões no facebook
+ de 878 mil views nas redes sociais
+ de 2,33 milhões de engajamentos
40% de taxa de visualização